PUBLICIDADE
Topo

Acredite: Land Rover Defender ressuscita com força de superesportivo

UOL Carros

17/01/2018 12h04

ATUALIZADO ÀS 18h20 (AGORA COM ÁLBUM, HEIN?): Faz quase dois anos que a Land Rover deixou de produzir o Defender. Tempo suficiente para os jipeiros sentirem saudades do modelo produzido por 68 anos ininterruptos. É justamente para eles que a marca britânica traz uma ótima notícia: o Defender está de volta. O que ninguém esperava: volta portando um V8 digno de superesportivo.

Principal destaque do Defender Works, o motor 5.0 V8 de 405 cv e 52,5 kgfm, faz o utilitário ir de 0 a 100 km/h em 5,8 segundos. É algo impensável para um veículo tradicionalmente movido por motor diesel de 122 cv e 36,7 kgfm. Tanto que a  velocidade máxima é limitada eletronicamente em… 170 km/h.

A transmissão do jipão é automática de oito marchas fabricada pela ZF com modo de condução esportivo, para dar conta do tranco.

Quanta modernidade: motor V8 é associado à uma transmissão automática de oito marchas

O problema é que nem todos poderão comprá-lo. O Defender Works será uma série limitada a 150 unidades produzida pela Jaguar Land Rover Classic, a divisão de restauração de veículos antigos do grupo inglês.

Essa área da empresa já lançou séries exclusivas de ícones como Jaguar E-Type e Land Rover Series I.

Apenas 150 unidades do jipão serão produzidas pela Jaguar Land Rover Classic

O Defender Works é feito sobre unidades das versões 90 e 110 fabricadas entre 2012 e 2016. Nenhuma delas pode ter mais de 32 mil quilômetros rodados, e a JLR Classic cuida de toda a transformação, que inclui instalação de novo conjunto motor-transmissão, freios adequados para a maior potência, rodas aro 18 com liga de diamante e pneus lameiros 265/65 R18.

Apesar do desempenho de superesportivo, o Defender encara lama, água e qualquer obstáculo sem reclamar

O jipão será oferecido em oito opções de cores exteriores, incluindo duas com acabamentos em cetim. Alguns detalhes (como o teto e a grade dianteira) são pintados em preto Santorini, enquanto as maçanetas, tampa de combustível e as letras do capô são de alumínio usinado.

Por dentro, o carro tem acabamento em couro Windsor, bancos esportivos e sistema de entretenimento especialmente projetado para o veículo.

Cabine tem acabamento em couro Windsor e sistema de entretenimento exclusivo

Ah, é, o preço: além da exclusividade de unidades e de motor, o valor também é para poucos: cada veículo custará 150 mil libras esterlinas, o equivalente a quase R$ 670 mil.

Sobre o Blog

Bastidores, curiosidades e pequenas loucuras revelados pela redação de UOL Carros, que nunca para de falar de carros. Nunca...