Topo
Blog Na Garagem

Blog Na Garagem

Citroën demite piloto de rali por "bater carros demais"

UOL Carros

28/05/2018 13h56

Meeke cansou de destruir carros — até que a Citroën se cansou dele

Perder o emprego faz parte da vida de qualquer piloto de automobilismo. Seja por falta de patrocinadores ou resultados ruins, não faltam casos de demissões por aí.

Raro mesmo é o que aconteceu com Kris Meeke. O piloto do WRC foi demitido pela Citroën no meio da temporada "por número excessivo de batidas", encerrando uma parceria de cinco anos. Seu co-piloto Paul Nagle também foi dispensado.

A decisão foi tomada após o forte acidente no rali de Portugal, que fez Meeke ser transferido de helicóptero para um hospital para realizar exames.

"Devido ao número de batidas excessivamente alto, sendo algumas delas particularmente graves e que poderiam ter consequências sérias à integridade da equipe, e considerando os riscos envolvidos, Citroën Racing WRT decidiu encerrar as participações de Kris Meeke e Paul Nagle no campeonato de rali de 2018", declarou a montadora em comunicado oficial.

O diretor da equipe, Pierre Budar, afirmou que a mudança ocorreu por motivos de segurança. "Não foi uma decisão fácil de ser tomada porque envolve um piloto e um co-piloto, mas é embasada em problemas de segurança que me preocupam como responsável pelo time.

A parte mais bizarra é que o próprio Meeke parece não ter sido avisado da demissão com antecedência, já que havia postado um pedido de desculpas em seu Facebook momentos antes do anúncio, dizendo que estava "ansioso para (o rali de) Sardenha nas próximas semanas".

 

 

 

Sobre o Blog

Bastidores, curiosidades e pequenas loucuras revelados pela redação de UOL Carros, que nunca para de falar de carros. Nunca...