PUBLICIDADE
Topo

Mercedes-Benz mostra CLA 45 AMG primeiro no PS4; e acerta muito

UOL Carros

22/02/2013 18h32

"Meu filho(a)/irmã(o)/sobrinho(a)/primo(a) não quer saber de carro, fica o dia todo ligado(a) na(o) TV/rádio/computador/iPod/vídeo-game… essa geração não sabe o que é bom". Cansei de ouvir esta frase e suas variações nos últimos anos, até mesmo em eventos automotivos e da boca de colegas de profissão e até mesmo de executivos de montadoras.

Ela traz uma dose de nostalgia, para alguns até mesmo um viés preconceituoso e rançoso, mas certamente uma incompreensão sobre o funcionamento do mundo. É a versão contemporânea das críticas à chegada e ao estabelecimento do rádio, do telefone, da TV, da fita cassete, do celular… cada época tem o seu vilão tecnológico, pronto a sugar a mente dos jovens incautos, que se deixam dominar e não mais conseguem aproveitar os prazeres da vida.

Foto: Reprodução/Arte UOL Carros
Traseira do Mercedes CLA 45 AMG (destacada em amarelo), carro inédito no mundo real, surge durante apresentação do jogo DriveClub do novo PS4

Mas na era da comunicação facilitada e nem por isso menos inteligente, pelo contrário — e nós de UOL Carros fazemos parte disso –, vivo é (também e cada vez mais) quem sabe enxergar a realidade mostrada em 140 caracteres ou menos. Voltando ao universo automotivo, algumas pessoas e empresas já compreendem isso e estão quilômetros à frente dos demais. O restante xinga muito, enquanto come poeira: não é que o jovenzinho ao seu lado não se interessa pelo muscle car de embreagem dura e volante grande; ele não se interessa pela forma ultrapassada — quadrada, plana, 2D — de mostrar que este carro é um ícone.

Uma das notícias da semana foi o anúncio de um novo vídeo-game, o PlayStation 4 (PS4). Como você não errou de estação, os detalhes sobre este lançamento podem lidos, na velocidade de um clique, em UOL Jogos. A UOL Carros e seus leitores interessa um detalhe específico: no meio da apresentação, surgiu a primeira imagem do Mercedes-Benz CLA 45 AMG, versão preparada do sedã baseado no novo Classe A. Tímida, é fato, mas foi percebida/recebida por muitos. Há um vídeo da transmissão, feito pelos colegas de UOL Jogos, no final deste post: o CLA surge no ponto 1:13.

Fotos: Divulgação

Agora por inteiro, o C 45 AMG em outra imagem virtual

Repetindo e explicando: a primeira aparição de um dos modelos mais esperados do ano — por sua importância estratégica, comercial, tecnológica, paradoxal e, claro, visual — foi virtual. O carro de verdade será mostrado no final de março durante o Salão de Nova York.

Revelado na prévia do Salão de Detroit, o CLA (derivado da nova geração do Classe A, inaugurando a plataforma compacta da Mercedes, carro de tamanho médio e conteúdo premium/luxuoso para nós brasileiros) é importantíssimo para os planos futuros do alemães. A empresa acredita que sedã, hatch e um futuro SUV pequeno (o GLA) serão os ponteiros do contra-ataque à BMW (líder entre as marcas de luxo) e de emergentes como Hyundai e Kia, sobretudo em mercados como o dos Estados Unidos e, sim, do Brasil.

Menor que o Classe C, e mais barato, o carro será responsável por trazer novos consumidores para a Mercedes — ou recuperar compradores perdidos para Hyundai, Kia e cia. Sua versão esportiva, a CLA, por outro lado, mostrará o quanto a marca é antenada e avançada: um motor pequeno, de 2 litros e quatro cilindros, vai gerar com ajuda de injeção direta de gasolina e turbo 365 cavalos sobre as quatro rodas (tração integral).

Como falar de facetas tão diferentes de um mesmo produto com eficiência? Claro, há a mídia de sempre, TV, jornais, revistas e a própria internet (a Mercedes fez um dos anúncios mais caros do Super Bowl americano, justamente para o CLA convencional). E também há a mídia de maior investimento da atualidade: os vídeo-games de última geração.


Civic Si renovado para os EUA apareceu de graça no Xbox

Atualmente são representados por aparelhos da Sony (PlayStation 3), Microsoft (Xbox 360) e Nintendo (Wii), mas estes estão em vias de perderem lugar para outros mais modernos, potentes e ainda mais conectados — Nintendo, com seu Wii U, e agora Sony, que antecipou a 4ª geração de sua máquina (a ser lançada apenas no final do ano), deram os primeiros passos e devem ser seguidos em breve pela empresa dona do sistema Windows. Centrais de entretenimento, os aparelhos atuais unem jogos, tocadores de música e aparelhos de vídeo e janelas de anúncio numa única caixa no centro da sala das pessoas — a próxima geração promete levar isso adiante e ampliar a interação. Essa capacidade imensa de comunicação — com velocidade, público amplo (as fabricantes de games dizem que seus produtos servem a jogadores de 8 a 80 anos) atraiu a Mercedes-Benz, que promete poder mostrar detalhes de painel ou o ronco vigoroso do novo motor com maior fidelidade no PS4.


No Brasil, Fiat (líder de mercado) é habitué do ambiente virtual do Xbox

Mas não só aos alemães. Hyundai e Kia já fazem isso, dentro de sua política de marketing agressivo e (sim) inteligente — em janeiro de 2012, os coreanos apresentaram o Veloster Turbo ao mesmo tempo no Salão de Detroit e na pista virtual do Xbox. Honda também: a geração mais recente do Civic foi criticada nos Estados Unidos, apesar das boas vendas; a reestilização surgiu num Salão e em um pacote extra e gratuito do mesmo jogo de Xbox, permitindo que os donos ou futuros compradores de Civic (que é um carro para universitários nos EUA) avaliassem as mudanças visuais e até "guiassem" o carro antes de seguir à concessionária.

Há até brasileiro na história: a Fiat local coloca janelas de anúncio de seu Palio na interface do Xbox e permite que os jogadores customizem seus avatares (a representação virtual do usuário do aparelho) com camisetas, bonés e até carros feitos de pixels. E, acredite, isso é um passo gigante num país em que algumas marcas sequer contam com sites de boa navegação.

Entendeu o que seu filho(a)/irmã(o)/sobrinho(a)/primo(a) faz tanto? Talvez curtindo com mais prazer os carros que você tanto aprecia. (Eugênio Augusto Brito, editor-assistente de UOL Carros e caixista)


P.S.: respondendo à questão levantada pelos colegas Claudio Prandoni e Fernanda Pineda no vídeo de UOL Jogos: sim, gostamos de texturas e detalhes dos carros, mas quereremos ver mais da ação do DriveClub.

Sobre o Blog

Bastidores, curiosidades e pequenas loucuras revelados pela redação de UOL Carros, que nunca para de falar de carros. Nunca...