PUBLICIDADE
Topo

Estilo de Jetta e Passat divide opiniões na Volks

UOL Carros

29/10/2010 15h53

RODRIGO LARA
Colaboração para UOL Carros

Controversa: é o mínimo que se pode dizer sobre a reestilização dos sedãs da Volkswagen Jetta e Passat. Na mudança, os modelos ganharam a atual identidade visual da Volks, como o Touareg 2011, o Polo europeu e — no Brasil — a família Fox. No caso dos compactos, ficarem parecidos com carros de segmento superior da mesma marca faz bem ao ego e à imagem. Mas como fica a questão quando consideramos esse semelhança do ponto de vista dos sedãs maiores?

Fotos do Jetta em SP
Fotos do Passat em Paris

Para o estudante Gustavo Rosseti, 18 anos, que visitou o Salão do Automóvel nesta quinta-feira (28), a reformulação visual — marcada por uma grande dianteira horizontal e faróis de recortes retilíneos — fez bem ao Passat. "Ficou melhor que a versão anterior, tem um apelo mais esportivo. Acho que o carro, mesmo com essa semelhança, manteve uma identidade própria. E quando falamos de um veículo desse nível também temos de considerar o pacote de equipamentos e o motor", analisou.


O estudante Gustavo Rosseti achou o Passat mais esportivo e ressaltou o conteúdo

Essa opinião, entretanto, não é compartilhada por Vitor Pileggi, 22 anos, que trabalha em uma empresa de transportes. Ele considera que o Passat ficou "mais coerente" com o restante da linha da Volks — só que, para ele, isso não é bom. "Perdeu em exclusividade, e passa a impressão de ser menor, de fazer parte de uma categoria abaixo da qual ele realmente pertence. Preferia o modelo anterior", critica Pileggi.

O caso do novo Jetta, que tem estreia mundial no Salão do Automóvel, é similar. A reestilização (que o deixou muito parecido como próprio Passat, que por sua vez ficou semelhante ao superluxo Phaeton, não vendido aqui) está longe de ser uma unanimidade. "Achei bem bonita a nova frente. O carro rejuvenesceu e ganhou um ar de Audi. Para mim, a semelhança com outros modelos da Volkswagen não afetou a imagem do carro. Agora só falta chegar com preço competitivo. Se vier, compro um", comentou Flávio di Giacomo, 42 anos, advogado.


O advogado Flávio di Giácomo achou que a frente nova do Jetta rejuvenesceu o modelo

Mas a percepção de que o novo Jetta também desceu alguns degraus é comum. O servidor público Eduardo Freitas, 34 anos,  elogiou alguns aspectos do modelo — como a nova mecânica, a qual considera mais moderna e potente –, mas achou o estilo do carro muito parecido com os demais veculos da Volks.

"Se olharmos o interior, é muito similar ao que vemos em carros mais baratos, como o Polo e o Fox. Externamente, mesmo parecendo mais moderno, essa semelhança também incomoda um pouco. De qualquer maneira, o desenho parece mais acertado que o do Passat", diz Freitas, olhando para o sedã grande que está posicionado ao lado do Jetta. "A traseira do Passat ficou muito pior do que a antiga. Eu preferia aquelas luzes arredondadas", conclui.

Os dois sedãs serão vendidos no Brasil — o Jetta no primeiro semestre de 2011, e o Passat no segundo.

E você, leitor, o que achou dos novos Jetta e Passat? Melhoraram ou pioraram? Participe da discussão e deixe sua opinião na área de comentários.

Sobre o Blog

Bastidores, curiosidades e pequenas loucuras revelados pela redação de UOL Carros, que nunca para de falar de carros. Nunca...