PUBLICIDADE
Topo

Chery vai dobrar sua gama no Brasil para ter 1%

UOL Carros

26/10/2010 17h50

RODRIGO LARA
Colaboração para UOL Carros

A chinesa Chery deixou claro que possui uma estratégia agressiva para o mercado brasileiro; para a fabricante chinesa, o que importa é crescer. Presente há um ano no país, a marca possui uma fatia de 0,35% do mercado brasileiro de automóveis. O número pode parecer baixo — mas empolga seus executivos.

– Veja fotos do Chery S18

Para 2011, a Chery pretende chegar a 1 % de participação, o que corresponderia a algo entre 35 mil e 36 mil carros vendidos. Para chegar lá, vai trazer três novos modelos, que se juntarão ao portfólio já existe da marca no país — o qual inclui o compacto Face, o Cielo (sedã e hatch) e o SUV Tiggo.


O supercompacto Chery QQ, que poderá chegar como o modelo mais barato do Brasil

São eles o hatch S18, a família Fulwin, que inclui um sedã e um hatch, e o compacto QQ, que chegará para a briga na porta de entrada do mercado, com preço muito competitivo: R$ 22 mil, mais barato que um Fiat Mille ou um Effa M100. Assim, a Chery simplesmente dobrará sua gama de modelos no Brasil.

A previsão da estreia dos modelos é março de 2011. Ainda na apresentação no Anhembi, foram divulgados dados de investimento na planta de Jacareí (SP), que deverá iniciar sua operação em 2013. A fábrica — que será modular e contará com duas linhas de produção — terá um aporte de US$ 400 milhões da montadora. A presença da Chery não se ampliará apenas na quantidade de carros: a rede de concessionários, que atualmente possui 52 unidades plenas, deverá fechar 2010 com mais 20.

Sobre o Blog

Bastidores, curiosidades e pequenas loucuras revelados pela redação de UOL Carros, que nunca para de falar de carros. Nunca...